Cambridge ou Oxford? Há pelo menos 800 anos, as duas mais tradicionais instituições de ensino superior da Inglaterra disputam entre si pelo posto de melhor universidade do país.

A Universidade de Cambridge foi fundada em 1209, sendo a segunda mais antiga do país e a quarta do mundo. A de Oxford, fundada entre 1096 e 1167, é a mais antiga universidade da Inglaterra e a segunda mais antiga do mundo. Perde apenas para a Universidade de Bolonha, na Itália, fundada em 1088. A espanhola Salamanca é a terceira mais antiga do mundo, fundada em 1134.

Cambridge e Oxford disputam com a norte-americana Harvard o título de melhor do mundo.
Pelos colégios e faculdades da Universidade de Cambridge, passaram nomes marcantes nas ciências, na literatura e nas artes. Veja só alguns deles: Charles Darwin, Isaac Newton, Francis Bacon,

Alan Turing (retratado em “O Jogo da Imitação”), Ernest Rutherford (pai da física nuclear), Wittgenstein, George Santayana, Eric Hobsbawm, Christopher Marlowe, John Fletcher (que colaborou com Shakespeare em algumas obras).

Mais recentemente, Sir Ian McKellen, Emma Thompson, os atores e comediantes Stephen Fry, Hugh Laurie, John Cleese, Eric Idle, Graham Chapman, Tilda Swinton, Rachel Weisz e Sacha Baron Cohen. Além do próprio Stephen Hawking e do ator Eddie Redmayne, que o viveu nas telas.

No quartel-general dos ‘quebradores de código’

A máquina Enigma foi um dos grandes desafios da II Guerra Mundial, e desvendar seu mecanismo e suas codificações se tornou vital dentro da estratégia dos Aliados. Em Bletchley Park, cerca de 87 quilômetros ao norte de Londres, foi estabelecido um centro dedicado à decodificação das mensagens alemãs, criptografadas pelas fantásticas máquinas Enigma.

O genial matemático Alan Turing (vivido pelo fantástico Benedict Cumberbatch, no filme “O Jogo da Imitação”) foi contratado para comandar um núcleo dentro desse centro de Bletchley Park.

Turing e seu grupo construíram uma máquina capaz de quebrar o código da Enigma, criando, assim, o que pode ser considerado primeiro computador da história.

O número de visitantes em Bletchley Park aumentou muito em 2014, graças ao filme. E uma exposição com imagens do filme está em cartaz por lá, juntamente com objetos da época.