O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afirmou que um empréstimo de curto prazo da União Europeia para a Grécia permitiria ao país pagar as dívidas em atraso junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI) de modo que o Fundo poderia voltar a negociar um terceiro programa de ajuda ao país.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou hoje que a União Europeia concordou em conceder à Grécia um empréstimo de curto prazo para ajudar o país a quitar suas dívidas até meados de agosto. Juncker não especificou quanto a Grécia receberia.

Dijsselbloem destacou que, com este empréstimo, a Grécia seria capaz de pagar suas dívidas atrasadas com o FMI até segunda-feira, no mais tardar. "Isso significa que o FMI vai voltar a se engajar [nas negociações]", comentou.

A Grécia está em atraso com o FMI desde 30 de junho, quando deixou de pagar uma parcela dos empréstimos que deve à instituição.

Fonte: Associated Press