A agência de segurança aérea da União Europeia (EASA, a sigla em inglês) informou que, como "medida de precaução" decidiu suspender as operações de todas as aeronaves dos modelos Boeing 737-8 Max e 737-9 Max na Europa. A medida ocorre após a queda, no domingo (10), de um avião Boeing operado pela Ethiopian Airlines, que resultou na morte de todas as 157 pessoas a bordo.

"Além disso, a EASA publicou uma orientação relativa à segurança, com efeitos a partir das 19:00 UTC, suspendendo todos os voos comerciais efetuados pelos operadores de países terceiros para dentro, ou fora da UE, dos modelos acima mencionados", pontuou o órgão em comunicado.