A comunidade Dandara vai ser a primeira das 26 ocupações de Belo Horizonte a passar por um Plano de Regularização Urbanística. A notícia foi confirmada nesta sexta-feira (21) pela Prefeitura de Belo Horizonte. 

Na quinta (20), cerca de 200 moradores participaram de uma assembleia que contou com as presenças da secretária adjunta da Secretaria de Políticas Urbanas, Izabel Dias; da coordenadora do Núcleo de Trabalho Social da Urbel, Ana Flávia Martins; da representante da Gestão Compartilhada, Maria Inês Souza; além de técnicos da Urbel e da secretaria.

O PRU foi conquistado pela comunidade no Orçamento Participativo 2015/2016. O plano será construído com a participação da comunidade, além das pessoas que apoiam e têm interesse na melhoria das condições de vida dos moradores. É a partir dele que serão levantadas as intervenções necessárias para uma futura regularização do assentamento.“É um renascimento para a nossa comunidade. Estamos muito felizes porque isso vai mudar completamente a nossa vida. Aqui tem muita coisa pra ser feita. Tudo é prioridade: creche, rede de esgoto, Centro de Saúde, calçamento nas ruas. E nós sabemos que pra isso acontecer depende do PRU. Depois continuamos a luta para conseguir as obras”, afirmou a moradora e líder comunitária Sônia Maria Mendes.

A comunidade existe há oito anos e está localizada no bairro Céu Azul, na região da Pampulha. No local, vivem cerca de 1.800 famílias, que não têm serviços públicos como limpeza urbana, transporte e entrega de correspondências.

* Fonte: PBH

Leia mais:
À margem da metrópole: ocupações têm mais habitantes que metade dos municípios mineiros