A Justiça negou recurso da União e manteve a determinação de que seja paga indenização por danos materiais e morais à viúva e à filha de uma das vítimas do acidente do voo 1907 da Gol, que caiu em 29 de setembro de 2006 na Serra do Cachimbo, em Mato Grosso, após se chocar com um jato Legacy, matando 154 pessoas.

Mãe e filha ajuizaram ação contra a União na Justiça Federal de Curitiba em 2009, na qual alegam que não receberam objetos pessoais nem R$ 8.826,01, que a vítima carregava. Elas dizem que o corpo teria sido pilhado por militares que atuaram no resgate. Além de restituir o valor não encontrado, a União deverá pagar indenização de R$ 20 mil.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.