O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) pediu US$ 9 milhões para programas de combate à propagação do zika vírus nas Américas e, assim, diminuir o impacto da doença em bebês e em suas famílias.

Em um comunicado divulgado nesta terça-feira, a Unicef disse que o foco se concentraria em programas de comunidades educativas no Brasil que ensinem "como evitar ser picado pelos mosquitos" e "como acabar com os locais de reprodução".

"Embora não exista ainda nenhuma evidência conclusiva sobre a relação do zika vírus com a microcefalia, existe preocupação suficiente para justificar uma ação imediata", disse o conselheiro sênior para emergências de saúde da Unicef, Heather Papowitz.

Fonte: Associated Press