O ano começou e quem fez simpatia para comprar um carro zero já percebeu que não basta chupar uvas para que o sonho se realize. Se o orçamento anda apertado, mas a necessidade de ter um automóvel fala mais alto, o melhor a se fazer é procurar um carro usado. Para quem quer uma sugestão de carro com manutenção barata, boa liquidez e mecânica confiável, nada mais certeiro que o Volkswagen Gol (G4).

O G4 foi a última atualização da segunda geração do Gol e ficou em linha entre 2005 e 2013. Uma das grandes controvérsias da versão foi o empobrecimento do acabamento e simplificação da linha. 

No interior, o acabamento foi predominado pelo uso de plásticos duros. Mas a principal queixa era o quadro de instrumentos que seguia o padrão do Fox e que também foi incorporado na Kombi, que tinha leitura confusa.

O Gol G4 foi oferecido basicamente em três versões: City, Plus e Power, além das edições Copa e Rallye. Com a chegada da terceira geração (G5) em 2008, o G4 passou a ser oferecido apenas com motor 1.0 de 71 cv. 

Sugestão
Dica para quem busca um Gol G4 é apostar na versão 1.6 Power. Trata-se da opção mais bem equipada e que oferece melhor desempenho. Segundo a Fipe, a versão tem avaliações que variam de R$ 17 mil a R$ 19.400, de acordo com o ano de fabricação. Vale lembrar que o G4 Power esteve em linha entre 2005 e 2008.

No varejo, os preços praticados giram em torno dos R$ 18 mil, mas há unidades ofertadas por até R$ 22 mil.

Equipamentos
Não é surpresa para ninguém que o Gol G4 representava uma queda de prestígio do veterano. Ele foi uma versão que não oferecia um pacote muito farto de equipamentos. Mesmo assim, poderia ser incrementado com itens como direção hidráulica, ar-condicionado, rádio com CD, vidros elétricos nas quatro portas, faróis de neblina e rodas de liga leve aro 15.

O G4 é um carro espartano, sem frescuras. O motor AP 1.6 entrega 99 cv e 14,4 mkgf de torque. Para os padrões atuais pode parecer pouco. Mas o grande trunfo do AP é a oferta de torque em baixa rotação, o que garante a ele muito fôlego nas arrancadas e também faz dele um carrinho eficiente, rodando com marcha longa e baixo giro. 

A média de consumo fica em torno dos 10,2 km/l com gasolina e 8,0 km/l com álcool, na cidade. Na estrada, ele tem médias acima de 15,0 km/l.