O Hoje em Dia teve acesso à denúncia completa do Ministério Público Federal (MPF) contra os acusados da Chacina de Unaí. O fazendeiro  Norberto Mânica e o empresário José Alberto de Castro, serão levados a júri nesta terça-feira (27). O ex-prefeito Antério Mânica, outro suposto mandante, sentará no banco dos réus no dia 4 de novembro. Já o delator Hugo Alves Pimenta, acusado de ser o outro intermediário, será julgado em 10 de novembro, já que o processo contra ele foi desmembrado pelo juiz Murilo Fernandes, a pedido da defesa do réu colaborador, conforme o Hoje em Dia adiantou.

Na semana passada, o juiz Murilo Fernandes de Almeida, da 9ª Vara Federal da Justiça Federal em Belo Horizonte, adiou o julgamento. A decisão, tomada após intensa discussão entre as partes, foi tomada a pedido de Kakay. O motivo foi por ele não ter tido acesso a novas provas que foram anexadas ao processo.

O magistrado tomou a decisão para evitar a anulação do processo. “Sou obrigado a adiar para não causar uma anulação futura de todo o processo”, argumentou o juiz Murilo Fernandes.

Segundo Kakay, novas provas foram juntadas sem aviso prévio para a defesa. O advogado disse que o delator Hugo Pimenta, apontado como intermediário do crime, entregou sete mídias em um novo acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Clique aqui e leia na íntegra a cópia da denúncia do MPF contra os acusados da Chacina de Unaí.

 

Denúncia contra os acusados da Chacina de Unaí

 

 

Denúncia contra os acusados da Chacina de Unaí

 

 

Denúncia constra os acusados da Chacina de Unaí