O vereador Jair Di Gregório (PSD) renunciou ao cargo de 2º vice-presidência da Câmara Municipal de Belo Horizonte nesta quarta-feira (29).  O ofício foi protocolado nesta manhã no gabinete da presidência e no documento Gregório faz críticas à postura do vereador Léo Burguês (PSL), líder do governo Alexandre Kalil (PSD), em audiências para tratar da abertura do comércio na capital e afirma que não será "massa de manobra de nenhum líder de governo".

"Quero externar minha insatisfação com os últimos acontecimentos, pois não serei massa de manobra de nenhum Líder de Governo de plantão nessa Casa Legislativa, casa que tanto prezo e respeito. Estarei a partir desse ato de renúncia à 2ª Vice-presidência revendo meus posicionamentos políticos. Faço parte da base de apoio ao Governo do Prefeito Kalil e sou um dos vereadores que compõem a maior bancada partidária dessa casa, o PSD, partido do Prefeito e meu, assim continuarei defendo esse governo em prol de nossa cidade", diz o comunicado.

Jair Di Gregório ainda agradeceu a oportunidade de ter compartilhado a Mesa Diretora com a presidente Nely Aquino e diz guardar com ele "o dever cumprido de ter representado essa Casa, através de sua indicação, em diversos eventos externos e internas, em especial, os momentos que me foi requerido para presidir as plenárias. Jamais esquecerei dessa deferência ao 2º Vice-presidente".

Ele usou as redes sociais para explicar os motivo da saída do cargo.

Assista:

Procurado, o vereador Léo Burguês disse apenas que “A renúncia do Vereador Jair é uma posição particular dele”.