Depois de ver sua imagem diante do consumidor norte-americano ficar seriamente arranhada com a descoberta do esquema de fraude nos testes de emissões, a Volkswagen chega um pouco acanhada ao Salão do Automóvel de Los Angeles, na Califórnia, que abre para o público na próxima sexta-feira. Mas tem lá seus destaques. Um deles foi apresentado nessa terça (17) à imprensa e ganhou destaque: o novo Beetle Dune, um crossover livremente baseado nos antigos bugues das praias californianas dos anos 60.

Esse novo modelo do Fusca se caracteriza pelo design com apelo de “off-road”, com suas rodas de 18 polegadas e maior distância em relação ao solo, além de detalhes como o tamanho da entrada de ar.

Os novos modelos do carrinho chegam ao mercado em duas versões: cupê e conversível. Estarão à venda a partir desta quinta (19), com preços a partir de 23. 625 euros (Coupe) e 27.800 euros (Cabriolet).

Som premium

O Beetle Dune apresenta a última geração de infotainment, com comandos controlados pela voz. Como opcional, existe um sistema de áudio hi-end, ou seja, de altíssimo padrão, com um amplificador de dez canais e 400 watts de potência.

Na Europa, o novo Beetle Dune está disponível com três motores a gasolina turboalimentados, que produzem 104, 149 e 220 cavalos, e dois motores turbodiesel, que desenvolvem 110 e 149 cavalos.

No Brasil, o Beetle é vendido como Fusca, mas a Volkswagen ainda não tem previsão de quando ou mesmo se irá disponibilizar a versão aventureira para o consumidor brasileiro.

VW faz recall de Jetta e Fusca

O risco de quebra do eixo comando de válvulas do motor levou a Volkswagen a anunciar nessa terça (17) o recall dos modelos Jetta Highline 2.0 TSI e Fusca (Beetle), ano-modelo 2015 e 2016.

A empresa identificou a possibilidade de quebra do eixo comando de válvulas do motor, o que prejudicaria o funcionamento do freio. Caso haja a falha, de acordo com a Volkswagen, a luz de advertência do motor acenderá no painel de instrumentos.

O eixo comando de válvulas do motor também aciona a bomba de vácuo do sistema auxiliar de freio. “Neste caso, haverá a perda da geração de vácuo, com consequente aumento do espaço de frenagem”, afirma o comunicado.

No total, 2.414 unidades podem apresentar o problema. “Em casos extremos, há risco de danos graves ou fatais aos ocupantes e/ou terceiros, em razão do inesperado aumento do esforço de freio”, diz a nota. A montadora afirma que não registrou nenhum acidente relacionado ao defeito.

Segundo a empresa, o consumidor só deve procurar a concessionária para avaliação e reparo gratuito caso a luz se acenda no painel. Enquanto isso, a empresa busca uma solução definitiva para o problema.

Para dúvidas ou agendamento na concessionária, o proprietário deve ligar para o telefone 0800-019 5775.

(* Com agências)