Quando a Volvo foi comprada pela chinesa Geely, muita gente torceu o nariz, afirmando que a marca venderia carros “xing ling” com emblema de grife. Mas é preciso reconhecer que depois que os chineses assumiram o controle da marca a Volvo deu um salto de qualidade que apagou qualquer resquício de preconceito.

E a melhor prova da evolução do sueco pode ser comprovada no S60 T8 R-Design, que assume o topo da cadeia alimentar na linha do sedã. A combinação do motor turbo 2.0 quatro cilindros com um módulo elétrico, que juntos entregam 407 cv e 65,3 mkgf de torque. Trata-se de uma faixa de potência que é vista em modelos de alto desempenho, como Audi RS3 Sedan, Mercedes CLA 45 AMG, BMW M2 Competition e Porsche 718 Cayman GT4.

 

Ao mesmo tempo, é um sedã espaçoso que privilegia o conforto e com um nível de eficiência que é ficção para todos os exemplos citados acima. A combinação dos dois motores permite que S60 tenha médias de consumo acima dos 20 km/l e pode até rodar 40 quilômetros apenas na eletricidade. E mesmo quando as baterias se esgotam e ele se desloca apenas com o 2.0 de 320 cv e 40,8 mkgf de torque, seu consumo gira na ordem dos 9,5 km/l, quando se utiliza no modo econômico.

Ao mesmo tempo, também pode ser um esportivo indócil, que acelera com brutalidade, graças 24,5 mkgf de torque permanentes do motor elétrico, que garante arrancada bruta, quando combinada com a unidade a gasolina. A aceleração de 0 a 100 km/l declarada pela fábrica é de 4,4 segundos. Número de superesportivo.

O mais legal é ouvir o ruído do motor elétrico montado no eixo traseiro, o que faz desse Volvo um sedã com tração integral, quando necessário.
E como é que se faz para carregar a bateria? A bateria do S60 T8 pode ser recarregada em postos de recarga rápida Wallbox, que pode ser comprada na rede de concessionárias, assim como nas revendas ou em eletropostos.

Mas como se trata de um híbrido, é possível recarregar as baterias (montadas no centro do carro, entre os bancos dianteiros) usando o motor a gasolina. Basta dar um comando na central multimídia. Ele também utiliza a energia das frenagens e também do freio motor para gerar carga. A dica é: descer carregando para depois subir usando a eletricidade!


O que é?
Sedã executivo, quatro portas e cinco lugares.

Onde é fabricado?
Na fábrica da Carolina do Sul (EUA).

Quanto custa?
R$ 269.950

Com quem concorre?
O S10 se posiciona no segmento onde figuram modelos premium como Audi A4, BMW Série 3, Jaguar XF e Mercedes-Benz Classe C.

No dia a dia
O S60 T8 é um carro de diferentes personalidades e aplicações. Trata-se de um automóvel que oferece muito conforto e tecnologia à bordo, que inclui direção elétrica, ar-condicionado de duas zonas, multimídia vertical (com GPS, conexão para smartphone, câmera de manobra e sistema de gerenciamento total do veículo), sistema de áudio Harman Kardon, teto solar, bancos dianteiros elétricos (com duas posições de memória para o motorista) condução semiautônoma (com controle de cruzeiro ativo, frenagem automática, detecção de pedestre, monitor de faixa, monitor de tráfego cruzado e monitor de ponto cego).

Além disso, é um automóvel com amplo espaço interno, que leva quatro adultos com muito conforto. Devido ao elevado túnel central, no meio vai apenas uma criança. O porta-malas leva 442 litros, poderia ser maior caso não tivesse o motor elétrico acomodado sob ele.

No dia a dia ele oferece tudo você precisa enfrentar o caos urbano. O isolamento acústico é impecável e os assistentes de condução tomam conta da situação nos engarrafamentos.

Motor e Transmissão
A cereja do bolo é o motor T8 2.0 de 320 cv e 40,8 mkgf de torque, associado a uma unidade elétrica de 87 cv e 24,5 mkgf. Combinados, entregam 407 cv e 65,3 mkgf que garantem performance excepcional e alto nível de eficiência. O modelo oferece diferentes modos de condução para necessidades específicas, como economia, modo apenas elétrico, opção apenas de motor a combustível, tração integral e alta performance. De modo combinado, os motores fazem um balé para entregar o máximo de eficiência.

Como bebe?
O consumo varia. No modo elétrico ele roda 40 quilômetros sem uma gota de gasolina. No modo eficiente, os motores trabalham para o menor consumo de combustível até as baterias descarregarem. Nesse modo ele registrou 20 km/l, na cidade. Rodando apenas com o motor térmico, ele anotou 9,5 km/l em trajeto urbano.

Suspensão e freios
O S60 conta com suspensão independente nas quatro rodas, com acerto bem firme. Afinal o T8 R-Design é a versão esportiva do sedã, mas sem ser tão duro como um BMW 330i M Sport ou Audi RS3. O gerenciamento eletrônico garante uma estabilidade ímpar ao sueco, que aceita curvas fechadas sem aliviar o pé, graças ao auxílio do motor elétrico nas rodas traseiras.

Já os freios utilizam discos ventilados nas quatro rodas, e contam com sistema de frenagem automática, Auto Hold (que mantém freio acionado quando parado, sem pisar no pedal) e assistente de partida em rampa (Hill Hold). Ele oferece controles de estabilidade (ESP) e tração.

Palavra final
O S60 T8 R-Design é um carro surpreendente esportivo e econômico, seguro e inteligente. Trata-se de um carro que indica que a eletrificação é um caminho sem volta, assim como as tecnologias de condução, que assumiram o volante no futuro. Um senhor automóvel!
 

Confira outras imagens do veículo: