Criado em 2018 para atuar em âmbito nacional e com o intuito de apoiar a candidatura de mulheres naquelas eleições, o movimento “Vote Nelas” chegou a Belo Horizonte para o pleito deste ano. Com o mesmo objetivo de quando foi fundado, o “Vote Nelas BH” divulga candidatas para garantir a representatividade feminina e eleger mais mulheres em 2020.

A ideia do projeto é compartilhar informações do cenário político, das eleições e sobre o direito eleitoral, através das redes sociais, além de apresentar as trajetórias e diretrizes das postulantes aos cargos na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) e na Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Ao todo, o grupo da capital mineira é composto por 27 voluntárias e colabora com 22 candidatas nas eleições municipais deste ano. Suprapartidário - ou seja, sem vínculo com partidos políticos - o movimento apoia apenas pautas consideradas democráticas. Antes de serem divulgadas pela organização, as aspirantes do atual pleito passaram por uma entrevista para avaliação das propostas.

“Queremos eleger mais mulheres a fim de garantir a representatividade feminina, que ainda não é uma realidade no Brasil”, explicou Ângela Dias, coordenadora de marketing do projeto. Segundo ela, não basta ser mulher para receber o incentivo, é necessário que as pautas das postulantes estejam em acordo com os ideais do grupo.

Em 2020, dos 13 candidatos à PBH, apenas três são mulheres: Áurea Carolina (Psol), Luisa Barreto (PSDB) e Marília Domingues (PCO). Já as 41 cadeiras da Câmara de Vereadores serão disputadas por 1549 concorrentes, 494 deles mulheres. As eleições municipais estão marcadas para 15 de novembro. O segundo turno está agendado para duas semanas depois, no dia 29.

Veja as redes sociais do Vote Nelas BH

Instagram: instagram.com/votenelasbh
Facebook: facebook.com/votenelasbh
Twitter: twitter.com/votenelasbh