A Volkswagen norte-americana passará a se chamar Voltswagen. Isso mesmo! Se a notícia fosse divulgada na quinta-feira (1º de abril) certamente iríamos acreditar que se trata de uma brincadeira do Dia da Mentira. Bom, pelo menos ela se chamou assim por um dia.

SUV elétrico ID.4

A chegada do SUV elétrico ID.4 ao mercado norte-americano motivou a marca a brincar com nome fazendo trocadilho com voltagem, da mesma forma que fizemos em 2020, no HD Auto

A divulgação fez parte da estratégia de marketing do lançamento do SUV elétrico ID.4, que chegou por lá. O desmentido veio logo em seguida e gerou indignação por parte da imprensa norte-americana, que manchetou o trocadilho em letras garrafais.

A troca do K pelo T pode parecer um erro de ortografia, mas tinha uma explicação. A mudança momentânea se dá pela nova fase da marca alemã, com foco em modelos elétricos. “Podemos estar trocando nosso K por um T, mas o que não estamos mudando é o compromisso desta marca em fazer os melhores veículos para motoristas e pessoas em todos os lugares. Dissemos, desde o início de nossa mudança para um futuro elétrico, que construiremos VEs para milhões, não apenas para milionários. Esta mudança de nome significa um aceno ao nosso passado como o carro do povo e nossa firme convicção de que nosso futuro será ser o carro elétrico do povo”, afirmou o presidente e CEO da Voltswagen of America, Scott Keogh .

Voltswagen ID.4

E o primeiro modelo elétrico a chegar ao mercado norte-americano é o SUV ID.4. A marca projeta um portfólio de 70 modelos elétricos até 2029. A estratégia nos EUA tem uma segunda razão. 

Foi lá que estourou o escândalo do Dieselgate. Maracutaia eletrônica que a VW instalava nos motores a diesel, capaz de identificar padrões de testes de emissões e ajustar o comportamento do motor. A fraude culminou em multas bilionárias e uma mancha de óleo queimado no nome da marca. 

Spoiler

Em 26 de setembro de 2020, numa brincadeira com um título para matéria sobre o ID.4, para o caderno HD Auto, grafamos (Volts)Wagen. O trocadilho foi bem recebido pela assessoria da VW. Inclusive um dos colegas da marca alemã disse que tinha sido o título mais criativo do ano. “E olha que eu nem enviei sua matéria para eles”, brincou um dos integrantes do time de comunicação da VW brasileira.

Leia Mais:
Audi abre pré-venda do RS e-tron GT em abril, o cupê de quatro portas de luxo
Hyundai e Renault também suspendem produção de veículos
Teste: Chevrolet Bolt EV é o elétrico mais equilibrado e menos distante da realidade