O youtuber Felipe Neto, 30, é o novo alvo de desentendimentos em redes sociais motivados por política. A polêmica da vez, alimentada pela polarização entre prós e contras o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), é a suposta alteração de posicionamento do comediante, que atualmente se declara favorável à hashtag #EleNão. 

Em publicações no Twitter nessa quarta-feira (26), Neto afirmou que o candidato líder na última Pesquisa Ibope para presidente é intolerante, contrário às minorias e homofóbico. Em um dos tweets no microblog, o empresário diz que sempre foi, é e sempre será #EleNão (leia abaixo).

Ainda no microblog, centenas de usuários mandaram mensagens questionando o youtuber sobre uma suposta mudança de posicionamento. Isso porque, em entrevista dada ao canal "Cara a Tapa", no YouTube, em janeiro de 2017, Neto é perguntado se votaria em Bolsonaro caso a outra opção fosse o ex-presidente Lula, político preso e condenado pela Operação "Lava Jato". 

No vídeo (assista abaixo), Neto explica que "não vota em corrupto" e que, por isso, "embora Bolsonaro represente muita coisa que eu discordo, (...) se fosse ele contra o Lula, eu acho que eu não teria escolha. Eu teria que votar nele (Bolsonaro)". O assunto é tratado no minuto 10:08.