O candidato ao governo de Minas Gerais pelo partido Novo, Romeu Zema, caiu três pontos percentuais na pesquisa Datafolha, mas permanece na liderança do pleito, com 68% dos votos válidos. Na contramão, Antonio Anastasia (PSDB) subiu três pontos e tem 32%, na mesma base de comparação. Com isso, a diferença entre os postulantes ao governo caiu de 42 para 36 pontos. 

Os dados foram divulgados ontem.  Os votos válidos seguem a mesma dinâmica da Justiça Eleitoral para definir o resultado das eleições, eliminando brancos e nulos. A pesquisa foi realizada em 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais para cima ou para baixo e a confiabilidade é de 95%.

Os votos de Zema são um mix dos antipetistas com os antitucanos. Dos que irão votar Jair Bolsonaro (PSL), 72% confiam no candidato do Novo. Por outro lado, 59% dos eleitores de Fernando Haddad (PT) apostam no empresário. Entre os eleitores de Fernando Pimentel (PT), que deixou a corrida eleitoral no primeiro turno, 58% votarão em Zema. 

A migração de votos entre os próprios candidatos foi captada pelo instituto. Dos que votaram em Zema no primeiro turno, 9% mudaram para Anastasia. No entanto, 32% dos eleitores do tucano no primeiro turno declaram voto no candidato do Novo no próximo domingo. 

Votos totais
Quando todos os votos são analisados, Romeu Zema tem 56% das intenções, contra 26% de Anastasia. Na última pesquisa, em 18 de outubro, os índices eram 58% e 24%, respectivamente. Os brancos e nulos caíram de 10% para 9% e os indecisos recuaram de 9% para 8%.

Rejeição
Antônio Anastasia tem a maior rejeição entre os candidatos, com 56%. Enquanto isso, 27% dos eleitores declaram que não votariam em Zema em hipótese alguma.