O candidato ao governo de Minas Gerais pelo partido Novo, Romeu Zema, disparou seis pontos na corrida eleitoral e atingiu 15% das intenções de votos, conforme pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (4). O levantamento foi realizado nos dias 3 e 4 de outubro, depois do debate realizado pela TV Globo. Este foi o único confronto que contou com a participação de Zema.

Com o índice, ele força um segundo turno. Por enquanto, Antonio Anastasia (PSDB) lidera com 31%. No último levantamento do instituto ele tinha 32%, indicando que houve transferência de votos do tucano para Zema. 

Fernando Pimentel (PT) também perdeu eleitores  para o candidato do Novo. Ele, que tinha 24% das intenções de votos, agora tem 21%.
Brancos e nulos caíram de 17% para 13%  e os indecisos se mantiveram em 9%.

Adalclever Lopes (MDB) subiu nas pesquisas, passando de 4% para 5%. João Batista Mares Guia (Rede) saltou de 1% para 2%. 
Dirlene Marques (Psol), Claudiney Dulim (Avante) e Alexandre Flach (PCO) tem 1% cada. Jordano Metalúrgico (PSTU) não atingiu 1%. 

Votos válidos
Anastasia tem 41% dos votos válidos, que são contabilizados ao serem excluídos os brancos, nulos e indecisos. [/TEXTO]Pimentel tem 27% e Zema se aproxima, com 20%. Para vencer em primeiro turno, o candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um.

Rejeição
Pimentel lidera quando o assunto é rejeição. Dos eleitores, 44% não votariam nele. Anastasia vem em segundo lugar, com 29%, seguido por Dirlene, com 15% e João Batista Mares Guia e Zema, empatados com 14%. 

Segundo turno
Em uma simulação de segundo turno entre Pimentel e Anastasia, o tucano levaria a melhor com 48% dos votos. Pimentel ficaria com 30%. Brancos e nulos representariam 18% e indecisos 4%.

Leia mais:
Novo acusa Zema de infidelidade partidária por pedir voto para Bolsonaro
Pimentel e Anastasia evitam confronto direto em debate e usam adversários para atacarem um ao outro