O governador Romeu Zema (Novo) se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no Palácio do Planalto, em Brasília, na tarde desta quarta-feira (7). 

Além de tratar de assuntos de interesse do Estado, o mineiro estava acompanhado do presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Gilson Soares Lemes, para demonstrar apoio ao nome do desembargador, indicado a uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

O governador destacou que Gilson Lemes tem desempenhado com excelência a chefia do Poder Judiciário mineiro, cargo que ocupa desde julho de 2020, e reforçou ainda a larga experiência na magistratura do presidente do TJMG, com atuação nas mais diversas áreas do direito como cível, criminal, eleitoral e administrativo, além do perfil que garante a harmonia e independência entre os poderes, características ideais para  que possa ocupar uma cadeira na Suprema Corte.

Gilson Soares Lemes é formado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia, em 1990. Depois, foi promotor de Justiça de 1992 até 1997, quando ingressou na magistratura. É desembargador desde 2016 e tornou-se presidente do TJMG em julho do ano passado.

Ainda em Brasília, o governador se reuniu com o ministro da Justiça, Anderson Torres,  juntamente com os secretários de Estado Mateus Simões (Geral), Igor Eto (Governo), Gustavo Barbosa (Fazenda) e Rogério Greco (Justiça e Segurança Pública). Na pauta, a viabilidade de recursos para segurança pública de Minas e a colaboração da Polícia Federal com o governo de Minas, nas mais diversas áreas.