Estados Unidos

Americano deixa de ser portador do HIV após mais de 30 anos; é o quarto caso de 'cura' no mundo

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
27/07/2022 às 16:07.
Atualizado em 27/07/2022 às 16:16

Mais de 30 anos após ser diagnosticado com HIV, um norte-americano de 66 anos está curado. A informação foi divulgada pela emissora estatal britânica BBC com base no relato do médico do paciente. Esse é o quarto registro no mundo de pessoas que contraíram o vírus causador da Aids e conseguiram se livrar deles.

A "cura" veio após o paciente realizar uma cirurgia de transplante de medula óssea, há cerca de três anos, nos EUA, para tratar uma leucemia. Segundo os médicos, o doador era naturalmente resistente ao vírus HIV.

Segundo a BBC, a explicação para essa resistência estaria na maneira pela qual o vírus infecta o corpo humano. Ele entra nos glóbulos brancos usando uma proteína chamada CCR5. Contudo, algumas pessoas possuem mutações dessa proteína, impedindo a entrada do HIV.

Após a cirurgia, o paciente foi monitorado continuamente e os níveis do vírus estão ausentes nos exames há mais de 17 meses. Com isso, ele pôde abrir mão dos remédios.

"Quando fui diagnosticado com HIV em 1988, como muitos outros, pensei que era uma sentença de morte. Nunca achei que viveria para ver o dia em que não tivesse mais HIV", disse o paciente em comunicado reproduzido pela emissora britânica. 

Embora o caso represente um avanço para pesquisas que estudam o vírus, os transplantes de medula não servem de base para tratamentos.

O HIV segue sem cura e a prevenção é o melhor remédio. Além disso, há tratamentos que possibilitam aos pacientes evitarem a manifestação da Aids, síndrome que afeta a capacidade do organismo de combater infecções.

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por