Os dois últimos envolvidos na morte de uma comerciante de 62 anos, assassinada em março em Montes Claros, no Norte de Minas, foram presos nesta quarta-feira (4), durante cumprimento de mandado de prisão preventiva. Segundo a Polícia Civil, um deles foi o mentor do latrocínio. Outros quatro suspeitos já estavam presos pelo crime.

Os dois homens, de 25 e 29 anos estavam numa do bairro São Geraldo, na cidade de Bocaiuva, também no Norte de Minas. No local a PM também encontrou duas crianças em situação precária, com idade entre um e três anos. Elas foram entregues ao Conselho Tutelar.

Segundo as investigações, a vítima teria sido surpreendida por três suspeitos no dia do crime. “Ela foi levada para uma garagem nos fundos do comércio e, depois de entregar o dinheiro, foi baleada. Na fuga, os suspeitos levaram a caminhonete de um cliente”, explicou o delegado Bruno Resende. 

No dia seguinte ao crime, três homens, de 17, 21 e 36 anos, foram detidos suspeitos de envolvimento e a PM localizou a caminhonete que foi roubada no bar.

Dois dias após o crime, mais um envovido se entregou à polícia. Ele é apontado como autor do disparo que matou a comerciante.

A Polícia Civil informou que os presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Montes Claros.