As aulas foram suspensas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) nesta sexta-feira (25) e sábado (26), com exceção do Instituto de Ciências Agrárias, em Montes Claros, no Norte de Minas.

O motivo é a crise no abastecimento de combustível causada pela paralisação dos caminhoneiros. O protesto da categoria completou cinco dias.

A greve também provocou o cancelamento da prova do Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional (ProfBio), que seria realizada no domingo (27). O programa é coordenado nacionalmente pela UFMG e o processo seletivo, operacionalizado pela Comissão Permanente do Vestibular (Copeve).

A PUC Minas também suspendeu as atividades no turno da noite desta sexta-feira (25) e sábado (26). Segundo a universidade, as atividades serão retomadas na segunda-feira (28).