HÍBRIDO

Audi lança Q5 Sportback TFSie, partindo de 444 mil

02/07/2022 às 09:46.
Atualizado em 02/07/2022 às 09:46
 (Audi/Divulgação)

(Audi/Divulgação)

A Audi acaba de lançar no mercado brasileiro a versão híbrida do Q5 Sportback.  A versão do SUV com estilo cupê chega para ampliar o portfólio eletrificado da marca das quatro argolas e também para engrossar a lista de opções para quem pode ser dar ao luxo de ter um carro com motor elétrico.

O modelo parte de nada modestos R$ 443.990, na versão Performance e pode chegar a R$ 469.990 na Performance Black. Com todo os opcionais, a versão mais sofisticada salta para R$ 503.490.

Valores elevados, mas que seguem a faixa de preços dos SUVs de luxo eletrificados. O modelo, ao lado do Q5 (de carroceria convencional) terá como grande rival o sueco Volvo XC60 híbrido, que também orbita entre os R$ 400 mil e R$ 500 mil. 

Para fazer jus aos algarismos grafados na etiqueta, o Q5 Sportback híbrido conta com pacote farto de equipamentos. Além da cesta trivial como direção elétrica, multimídia, quadro de instrumentos digital e climatização eletrônica de três zonas, o modelo sistema de áudio premium com 10 alto-falantes e 180 Watts de potência e câmera de ré. 

Ele ainda oferece pacote esportivo S-Line, ajuste elétrico dos bancos, Rodas aro 19, faróis LED Matrix e carregador de baterias de 7,2 kW. Na versão Performance Black, são adicionados itens como monitores de permanência em faixa e tráfego cruzado em ré, assim como acabamento exclusivo e memória de posição para o banco do motorista.

Conjunto híbrido

O Q5 híbrido é equipado com baterias de 17,9 kWh que garantem até 62 km de autonomia puramente elétrica. Sem auxílio do motor a combustão o Q5 pode acelerar a até 135 km/h. Segundo a Audi, as células pesam 143 quilos e podem ser recarregadas em eletropostos, carregadores domésticos e até mesmo em tomadas de padrão industrial ou residencial de 220V. 

O Q5 Sportback tem tração integral, mas seu motor elétrico é montado no eixo dianteiro junto à unidade térmica. Em muitos híbridos com tração nas quatro rodas, a unidade elétrica é instalada sobre o eixo traseiro, justamente para ofertar essa funcionalidade sem a necessidade de um eixo cardã.  

No caso do Q5, que deriva a versão a combustão não necessário, uma vez que ele já contava com o sistema Quattro de tração integral. Assim ele conta com um bloco 2.0 turbo de 252 cv e 37 kgfm de torque combinado com uma unidade elétrica de 143 cv e 35 kgfm.

A potência combinada é de 367 cv e o torque total é de 50 kgfm. Tudo isso garante aceleração de 0 a 100 km/h em 5,3 segundos. Ele ainda conta com transmissão automática com trocas no volante.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por