O vereador mais votado nas últimas eleições de Medina, no Vale do Jequitinhonha, foi condenado a 15 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

A decisão é resultado de uma ação penal movida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), na qual o vereador e outras oito pessoas foram denunciadas por tráfico na cidade e municípios vizinhos, no ano de 2011. A associação criminosa foi desmantelada após interceptação telefônica judicialmente autorizada.

A decisão ainda cabe recurso e apesar do MPMG ter pedido a prisão preventiva do vereador e dos outros condenados, eles vão recorrer em liberdade.