Os servidores estaduais de Minas Gerais devem receber o 13º salário em parcelas, conforme informou o governador Romeu Zema (Novo), na manhã desta sexta-feira (4). A declaração foi dada em entrevista ao programa GloboNews em Ponto e confirmada, posteriormente, por nota meio de nota enviada pelo Estado.

O chefe do Executivo mineiro disse, ainda, que fará o “possível e o impossível" para que o pagamento seja feito até o fim deste ano. “Nós vamos fazer de tudo. O possível e o impossível. E, tão logo a renegociação com o tesouro nacional seja levada adiante, com toda a certeza isso vai ser possível. E eu quero priorizar esse pagamento. É um direito do funcionário público e não quero que ele fique com isso aqui em aberto. Vamos fazer de tudo para que isso seja pago durante o decorrer deste ano, mas não quero afirmar isso agora, porque os dados estão sendo levantados”, disse ao jornal.

Para quitar o salário dos servidores, Zema afirmou que “alguma coisa” precisará deixar de ser paga às prefeituras, que também estão com os repasses atrasados, mas que tentará “conciliar de forma que o impacto seja o menor possível para ambos”.

A quitação do 13º salário foi empurrada para o governador eleito, Romeu Zema (Novo), que tomou posse no dia 1º de janeiro, após a gestão de Fernando Pimentel (PT) encerrar o mandato sem pagar o abono dos servidores estaduais. 

Em nota, o chefe das Relações Trabalhistas do governo petista, Carlos Calazans, afirmou que “apesar de todos os esforços financeiros realizados”, a gestão não conseguiu viabilizar o pagamento do benefício em 2018. A conta gira em torno de R$ 2,1 bilhões.  

Confira abaixo a íntegra da nota emitida pelo governo:

Sobre a escala de pagamento de dezembro e o 13º salário de 2018, o Governo de Minas Gerais informa que é compromisso da atual administração trabalhar, prioritariamente,  para colocar em dia o quanto antes essa conta não honrada pela gestão anterior.  A Secretaria de Fazenda faz a análise, neste momento, da realidade financeira do Estado de Minas Gerais, para informar, com segurança, precisão e transparência, a data do pagamento. Conforme entrevista concedida pelo governador Romeu Zema, nesta sexta-feira (4) ao canal por assinatura GloboNews,  haverá todos os esforços para que o 13º salário seja pago ainda neste ano. Também há a possibilidade, ainda sendo analisada pela equipe de finanças, de que haja parcelamento do pagamento, em face da situação financeira crítica do Estado de Minas Gerais.