O laudo da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) concluiu que a morte do funkeiro MC Kevin em um hotel no Rio de Janeiro no último domingo (16) foi acidental. A informação é do jornal O Globo, que obteve o documento no domingo (23).

Conforme a conclusão pericial, não houve indícios de briga ou ações violentas na suíte do hotel. O documento aponta ainda que, antes de cair no chão, Kevin bateu na laje da cobertura do bar e na parte superior do guarda-corpo da área da piscina.

Já na varanda, os peritos encontraram ranhuras na grade de proteção, que fica a 15 metros de altura do local onde ele caiu. A conclusão é de que o artista caiu de pé, olhando para a fachada do prédio. Quando bateu no teto do bar da piscina, ele ainda tentou se segurar, como evidenciou uma marca da mão esquerda espalmada, com indícios de arraste.

Os especialistas apontaram no laudo que ele não conseguiu, até porque, a parte inferior da face, área da mandíbula, veio a atingir a “quina” da laje. O impacto deixou uma pequena mancha de sangue e causou grande ferimento na face, com fratura do osso nasal, maxilar e mandibular, e com uma ferida de três centímetros na língua.

(*) Especial para o Hoje em Dia 

Leia mais:
MC VK se pronuncia após a morte de MC Kevin: ‘tenho sido ameaçado’
MC Kevin sofreu 13 fraturas após queda do 5º andar de hotel, aponta laudo do IML
Velório de MC Kevin é aberto ao público em São Paulo; cerimônia teve homenagens