Pelo 46º ano consecutivo, a Campanha de Popularização do Teatro e da Dança entra em cartaz a fim de fidelizar o público e trazer mais pessoas para as salas de cultura da cidade. Porém, cada vez maior, o que era para ser um evento de BH tem tomado ares estaduais. Em 2020, a campanha levará mais de 1.000 sessões a preços populares a seis municípios, além da capital: Betim, Contagem, Confins e Ribeirão das Neves, na região metropolitana, Sete Lagoas, na região Central e Juiz de Fora, na Zona da Mata.

Com os ingressos variando entre R$ 10 e R$ 20, a meta do Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc) é bater o público do ano passado, quando 460 mil pessoas viram as peças. Para isso, o presidente do sindicato, Rômulo Duque, conta com a ajuda de outra agenda que está consolidada na capital: o Carnaval.

"Este ano estamos tendo mais espetáculos. Eram 110 e em 2020 são 150. Muitos blocos de Carnaval começam a desfilar antes do feriado, e esse público também vai aderir à campanha", acredita. A programação artística começou no dia 3 de janeiro e vai até o dia 16 de fevereiro, cinco dias antes do início da folia na capital.

As produções apresentadas são todas de artistas mineiros, o que o Sinparc acredita ser uma ferramenta de disseminação e apoio ao trabalho dos artistas. O gênero mais procurado e com mais peças, como de costume, é o humor, mas há espetáculos de todos os tipos, do drama ao teatro político, passando pelo infantil e a dança contemporânea.

"Com o preço popular, democratizamos o acesso ao teatro, pois pessoas de várias faixas de renda, famílias, podem ir ao teatro. Nosso desafio é fazer com que esse público vá ver os artistas mineiros fora da campanha. Temos espetáculos maravilhosos em Minas. Em Sete Lagoas e Juiz de Fora, por exemplo, as produções são locais. São artistas das próprias cidades", comentou Duque.

Informações

Para facilitar a busca pela peça ou programação, o Hoje em Dia preparou um guia da campanha. Porém, as informações completas e todas as peças disponíveis você confere clicando neste link: guia oficial.

  • Como comprar?

O valor do ingresso nos postos Sinparc e internet variam entre R$ 10 e R$ 20. Fique atento: no guia oficial, há o valor da entrada em cada apresentação, mas este valor vale apenas para compras nos postos Sinparc e internet. Na bilheteria dos teatros, prevalece o valor integral dos ingressos.

Pela internet, as compras podem ser feitas no site ou no Aplicativo Vá ao Teatro. Na internet os pagamentos são apenas com cartão e nos postos oficiais, com cartão de débito e dinheiro. O único posto que aceita cartão Dotz e Vale Cultura é o do Shopping Cidade.

  • Onde comprar?

Belo Horizonte

Posto Mercado das Flores (avenida Afonso Pena, 1055, esquina com Rua da Bahia, centro)
Seg a Sáb das 10h às 19h, Dom das 10h às 18h.

Posto Shopping Cidade (rua Tupis, 337, G5, centro)
Seg a Sáb das 10h às 19h, Dom das 10h às 18h.

Posto Shopping Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6.061, Piso L3, Funcionários)
Seg a Sáb das 12h às 19h, Dom das 14h às 18h

Posto Shopping Estação BH (avenida Cristiano Machado, 11.833, Piso 2, Venda Nova)
eg a Sáb das 12h às 19h, Dom das 14h às 18h

Posto Shopping Oiapoque BH (avenida Oiapoque, 156, Piso 2, Box J106, centro)
Seg a Sáb das 10h às 19h, Dom das 09h às 15h

Betim

Posto Partage Shopping Betim (rodovia Fernão Dias, KM 492, 601, 3º Piso)
eg a Sáb das 12h às 19h , Dom das 14h às 18h

Contagem

Posto ItaúPower Shopping (avenida General David Sarnoff, 5160, 2º piso, Cidade Industrial)
Seg a Sáb das 12h às 19h, Dom das 14h às 18h

Posto Shopping Oiapoque Contagem (Térreo- Box 275) (rua Mario vital, 168, Térreo, Box 275, Eldorado)
eg a Sáb das 10h às 19h, Dom das 09h às 15h

  • Dúvidas e orientações:

Em caso de dúvidas, basta ligar para (31) 2551-7758 (Segunda a Sábado das 10h às 19h, Domingos: das 10h às 18h). Dúvidas sobre venda on-line: atendimento@vaaoteatromg.com.br

Leia Mais:
'Sem arte, um país não tem caráter', diz Fernanda Montenegro
PBH oferece programação cultural gratuita durante as férias; confira
Televisão 100% mineira: exposição apresenta trajetória da Rede Minas ao longo de 35 anos