Arma usada por Alec Baldwin no dia do acidente que matou diretora era 'legítima', diz promotora

Da Redação*
portal@hojeemdia.com.br
27/10/2021 às 12:08.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:08
 (Reprodução/ Instagram)

(Reprodução/ Instagram)

A promotora do condado de Santa Fé, Mary Carmack-Altwies, disse nessa terça-feira (26), em entrevista ao jornal americano 'New York Times', que a arma usada pelo ator Alec Baldwin durante as gravações do filme 'Rust' era "legítima".

Segundo ela, as acusações criminais referentes ao incidente ocorrido na última quinta-feira (21), que deixou o diretor do filme, Joel Souza, ferido e matou a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, serão consideradas. "Não descartamos nada. Tudo neste momento, incluindo acusações criminais, está sobre a mesa", pontuou.

Mary acrescenta que a arma, além de legítima, é antiga, e o próximo passo da investigação é de descobrir a espécie de munição usada. Mas, de acordo com documento judicial, o diretor assistente, Dave Halls, foi citado como o homem que entregou a arma para Baldwin, gritou "arma fria" dando a entender que não tinha munição. 

(*) Com agências internacionais

Leia mais:
Diretora morre após tiro acidental efetuado pelo ator Alec Baldwin durante gravações do filme 'Rust'
Multishow se pronuncia após desabafo de Ludmilla sobre ficar fora da premiação de melhor cantora
 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por