Bombeiros e Polícia Civil seguem com as buscas pela bancária desaparecida em BH desde segunda-feira

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
12/01/2022 às 21:44.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:53
 (Defesa Civil/Divulgação)

(Defesa Civil/Divulgação)

A Polícia Civil de Minas Gerais informou, na tarde desta quarta-feira (12), que prosseguem as buscas pela bancária Flávia Cristina Duarte, de 44 anos, que está desaparecida desde segunda-feira (10), Ela foi vista pela última pela última vez no bairro Coração Eucarístico, na região Noroeste de Belo Horizonte, quando saiu de casa.

Em uma publicação feita em suas redes sociais, a instituição informou que tem atuado em parceria com o Corpo de Bombeiros de Minas para localizar a mulher. E que a equipe de investigação faz diligências para apurar o desaparecimento.

A #PCMG atua, em parceria com o #CBMMG, para localizar o corpo de Flavia Cristina Duarte, de 44 anos, na região metropolitana de BH. Enquanto que a equipe de investigação segue com as diligências apurando sobre o desaparecimento dela. Os trabalhos encontram-se em andamento. pic.twitter.com/ZaWmz3HFXt— Polícia Civil de MG (@pcmgoficial) January 12, 2022

De acordo com o Corpo de Bombeiros, equipes foram deslocadas para proceder às buscas depois de receber um chamado informando que uma mulher havia pulado no leito do Ribeirão Arrudas. Na tarde desta quarta-feira, os bombeiros militares não conseguiram localizar nada no local.

Durante a tarde, Marcos Duarte, irmão da bancária, publicou em sua rede social que Flávia havia morrido. E agradeceu o empenho das pessoas que ajudaram a família compartilhando a foto da irmã. “Não existe nenhuma dor que se compare ao que estamos sentindo agora, com a perda de um ente querido”, escreveu.

LUTO E agradeço a todos que ajudaram de alguma forma. pic.twitter.com/RNpz4hmDv3— Marcos Dias (@maarcos_diaas) January 12, 2022

Relembre o caso

Na tarde de segunda-feira, a bancária saiu dizendo que iria a uma farmácia, no bairro Coração Eucarístico, e não foi mais vista. Parentes e amigos da mulher foram às redes sociais pedindo ajuda para localizá-la.

Segundo Marcos Duarte, eles procuraram em hospitais, delegacias, mas não conseguiram nenhuma pista sobre o paradeiro da mulher. "Minha irmã está com um quadro depressivo. Ela já passou por isso uma vez, há um ano, estava controlado. Mas, de uns dias pra cá, começou a apresentar sinais de que a doença havia voltado. Trouxemos ela para a casa da minha mãe, onde cuidávamos dela", explicou.

Flávia Duarte tem dois filhos de 22 e 21 anos, trabalha como agente financeira em um um banco privado da capital e estava afastada devido ao problema de saúde. Loira, de olhos castanhos e cerca de 1,65m de altura, a bancária vestia calça legging escura, blusa de tricô cinza e estava com uma sombrinha preta. Quem tiver qualquer notícia pode acionar a Polícia Civil no número 0800-2828-197 ou no Disque Denúncia 181.

Leia mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por