Secretária de Educação de BH retorna à CPI da Covid e responde sobre repasse de recursos às creches

Bernardo Estillac
bernardo.leal@hojeemdia.com.br
03/11/2021 às 17:42.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:10
 (Foto: Redes Sociais/ Reprodução)

(Foto: Redes Sociais/ Reprodução)

A CPI da Covid-19 ouviu, nesta quarta-feira (3), a Secretária de Educação de Belo Horizonte, Ângela Dalben. Ela foi convocada para falar aos vereadores José Ferreira (PP) e Flávia Borja (Avante), que participaram a sessão, sobre o repasse de verbas às creches do município durante a pandemia.

De acordo com José Ferreira, a secretaria não respondeu a requerimentos de informação feitos anteriormente pelos parlamentares da CPI. Dalben argumentou que assinou “mais de dez” pedidos do vereador, que seguiu afirmando não ter recebido as respostas.

Questionada sobre a gestão dos repasses às creches municipais, Dalben disse que os saldos foram organizados de acordo com cada caso. “Como os recursos remanescentes no final do ano que não foram gastos têm que ser devolvidos, mas havia necessidade de outros tipos de gastos, a gente fazia um remanejamento de saldos. Temos várias formas de trabalho com esses recursos”, disse.

Ainda sobre o tema, a secretária afirmou que o saldo acumulado de algumas creches foi utilizado para reformas de adequação dos espaços às medidas sanitárias determinadas pelos protocolos relativos à pandemia, como ventilação, compra de máscaras e tapetes sanitizantes.

Dalben já havia comparecido à CPI da Covid-19 em julho, e retornou após requerimento assinado pelos vereadores Flávia Borja (Avante), José Ferreira (PP) e Nikolas Ferreira (PRTB).

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por