transporte público de BH

'A questão dos ônibus está saindo da UTI e caminhando para o quarto', afirma Fuad Noman

Raquel Gontijo e Clara Mariz
raquel.maria@hojeemdia.com.br
22/07/2022 às 16:56.
Atualizado em 22/07/2022 às 17:06
 (Fernando Michel / Hoje em Dia)

(Fernando Michel / Hoje em Dia)

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), disse, nesta sexta-feira (22), que o sistema de transporte público da capital está “saindo da UTI e caminhando para o quarto”. 

A analogia é feita pouco mais de uma semana após início do pagamento de um subsídio de R$ 237,5 milhões às empresas de ônibus. A primeira parcela foi paga na terça-feira (12) pela prefeitura de BH.

No início desta semana Fuad havia dito que é cedo para avaliar as melhorias.

O chefe do Executivo declarou que o número de viagens realizadas aumentou para 21 mil. “As empresas estão tentando cumprir todas as metas definidas e estão conseguindo. Eu digo que neste período de transição, ainda não é o ideal, mas já tá muito melhor. Estamos preparados para a transição e já deu tempo do pessoal contratar mais pessoal, dar uma modernizada nos ônibus”, declarou. 

Avaliação do usuário

Fuad comentou também a avaliação dos usuários após ampliação do número de viagens de ônibus em BH. Nos 10 primeiros dias, a prefeitura recebeu 2.689 reclamações. 

“A gente tem, logicamente, recebido uma série de reclamações que nós temos encaminhado e tentado solucionar isso de uma forma bem eficiente”.

Contrato

Quanto à modernização do contrato com as empresas de ônibus, o prefeito de BH declarou que há uma ação na Justiça que pede que a atualização seja feita junto ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setra-BH).

“Nós tínhamos combinado que faríamos em três fases. A primeira é a emergência, a segunda é o reequilíbrio desse contrato, que é o que nós estamos trabalhando agora, e na terceira fase seria o novo modelo”, declarou.

Intermunicipal

Para além da capital, Fuad observou que o transporte metropolitano no período da noite é outra preocupação para os usuários. Em resposta ao problema, o gestor de BH declarou que a prefeitura acionou a Secretaria de Infraestrutura e as empresas dos ônibus metropolitanos para encontrar um acordo e melhorias para o sistema.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por