Fábio está fazendo a parte dele dentro de campo. Sem sofrer gol há três jogos, chegando a 11 partidas sem ter a meta vazada nesta Série B do Campeonato Brasileiro, o goleiro do Cruzeiro lamenta que o time esteja numa condição quase impossível de obter o acesso à Primeira Divisão.

No entanto, mantém a fé de que a Raposa vai retornar à elite nacional, embora não crave que isso acontecerá neste ano. Em 11º lugar, com 39 pontos, os celestes possuem somente 0,15% de chance de conquistar uma vaga no G-4, de acordo com o site Probabilidades no Futebol, do departamento de matemática da UFMG.

“A gente lutou até o final. Tudo tem um tempo certo. Vamos continuar trabalhando, respeitando a história do Cruzeiro”, destacou Fábio à TV Globo, ao fim do empate em 0 a 0 com o Botafogo, na terça-feira (12), no Independência.

E destacou que, mesmo em meio às dificuldades, todos da agremiação estão se empenhando. “Todos colaboram pelo bem do Cruzeiro, independentemente das circunstâncias e por amar esse clube. Todos estão de parabéns, funcionários, Toca I e Toca II, jogadores, a base... Estamos nos dedicando mesmo dentro dessa dificuldade, sempre honrando a camisa do Cruzeiro. E nosso torcedor incentivou até o final. Vamos continuar trabalhando”, disse.

Leia mais:
Luxemburgo aponta 'suspensão encomendada' e dispara contra Leonardo Gaciba
Alvo de elogios de Luxa, Vitor Roque estreia pelo Cruzeiro com menos idade que Ronaldo
Com o 0 a 0 desta terça-feira, Cruzeiro empatou metade de seus jogos na Série B

Cruzeiro

Desempenho

Atleta que mais vezes atuou pelos celestes (968, sendo 46 nesta temporada), o camisa 1 não sofreu gol nesta Série B diante de Ponte Preta (duas vezes), Brasil de Pelotas (duas vezes), Coritiba (duas vezes), Vila Nova-GO (uma vez), Náutico (uma vez), Confiança (uma vez), CRB (uma vez) e Botafogo (uma vez).

Vindo de uma invencibilidade de quatro partidas seguidas, sendo as três últimas sem levar gol, o Cruzeiro encara o Avaí no próximo dia 22, às 21h30, na Ressacada, pela 31ª rodada.