Atlético se posiciona contra restrição de público nos estádios; confira a nota oficial

Letícia Lopes
@leticialopesou
19/01/2022 às 10:55.
Atualizado em 21/01/2022 às 12:16
 (Bruno Cantini)

(Bruno Cantini)

Diante da possibilidade de restrição de público nos estádios durante os jogos do Campeonato Mineiro, o Atlético se mostrou contrário, nesta quarta-feira (19), por meio de uma nota oficial. O clube justificou seu posicionamento e afirmou que “o futebol não pode ser tratado de forma diferente das demais atividades”.

Ainda nesta quarta-feira (19), haverá uma reunião entre a Federação Mineira de Futebol (FMF) e a Secretaria de Saúde para definir medidas restritivas que impeçam o maior avanço da Covid-19. Em Minas Gerais, os casos voltaram a subir e, segundo o Ministério da Saúde, já são 56.833 óbitos.

Outros estados também começaram a discutir novos protocolos de segurança dentro dos estádios. Em São Paulo, é permitido o uso de apenas 70% da capacidade de público das arenas.

Desde o início da pandemia, em 2020, os times jogaram por um ano e cinco meses sem a presença da torcida. Em agosto de 2021, houve a liberação de 30% da capacidade dos estádios em Belo Horizonte. Já em novembro, a prefeitura da capital liberou 100%.

Para frequentar os jogos, além do uso de máscaras, era necessário que os torcedores apresentassem o cartão de vacina com as duas doses, ou dose única, em caso da Janssen, ou teste PCR negativo, feito no máximo 72h antes da partida. 

Confira a nota publicada pelo Atlético:

Sobre as notícias veiculadas na mídia, a respeito de eventual restrição de público nos estádios de nosso estado, durante os jogos do Campeonato Mineiro, o Atlético afirma ser absolutamente contrário a qualquer medida nesse sentido.
 
Iniciativa nessa linha seria completamente injustificada porque o futebol não pode ser tratado de forma diferente das demais atividades. O momento exige cuidado, o que não pode ser confundido com atitudes demagógicas.
 
O acesso aos estádios é permitido somente para pessoas plenamente vacinadas ou com teste negativo para Covid, realizado no período de 72 horas que antecede as partidas. Portanto, o ambiente do futebol é muito mais controlado que outros que funcionam normalmente, como transporte público, feiras, shoppings, transporte aéreo, restaurantes, cinemas, hotéis e eventos, entre outros.
 
Além disso, o aumento momentâneo do número de casos de Covid refere-se a uma variante mais branda do vírus, que ocasiona, na quase totalidade dos casos, somente sintomas leves de gripe.
 
É preciso considerar que eventual restrição de público nos estádios de Minas Gerais seria um desrespeito aos torcedores e causaria sério impacto para os clubes mineiros, que iniciam, na próxima semana, a disputa do campeonato estadual.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por