Um turno do Brasileirão pode levar uma equipe do céu ao inferno. A máxima é válida para o Atlético, que encontrou o CSA na sétima rodada do campeonato, naquela ocasião, com outro objetivo: brigar pela liderança da competição. 

O Galo fez o seu papel no dia 2 de junho. Com uma goleada por 4 a 0, no Independência, o time alvinegro havia assumido a vice-liderança com 15 pontos e dava indício que faria um campeonato com boas pretensões. 

Atlético

Mas não foi bem isso o que aconteceu. O Atlético caiu de rendimento e conseguiu apenas quatro vitórias nos últimos 18 jogos. Aconteceram ainda dez derrotas e quatro empates – apenas 16 pontos em 54 possíveis (aproveitamento de 29%). 

A realidade do Galo hoje é outra. Na 11ª colocação com 31 pontos, a equipe enfrentará o CSA, nesta quarta-feira, às 19h15, em Maceió, para fugir da zona de rebaixamento. O adversário, inclusive, é o time que abre a degola, na 16ª posição, com 25 pontos. 

Rodrigo Santana prestigiado

O jogo no primeiro turno aumentava a expectativa sobre o trabalho de Rodrigo Santana, que despontava com destaque para o cenário nacional. Mas os últimos resultados decretaram a demissão do jovem treinador.

Wagner Mancini foi contratado nessa segunda-feira (14) e fará a estreia como comandante do Galo contra o CSA, nesta quarta. 

Último gol de Adilson

A partida contra o CSA no primeiro turno foi especial para o Adilson, que marcou o seu último gol na carreira. O hoje auxiliar técnico do Atlético fechou o placar na goleada por 4 a 0. 

Adilson


Depois daquele jogo, Adilson fez apenas mais dois jogos como jogador – vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no Pacaembu, pela Copa do Brasil, e empate por 1 a 1 com o São Paulo, no Independência, pelo Brasileirão. 

Em julho, Adílson anunciou a aposentadoria por causa de problemas cardíacos. 

Leia também:
Personagem de 6 a 1 inesquecível, Vagner Mancini tem a chance de se tornar herói no Atlético
Galo comemora retorno de Cleiton; veja quem volta e quem desfalca o time contra o CSA
Atleticano sonha com Cuca, mas acorda com o outro treinador do histórico 6 a 1 da Arena do Jacaré