BH volta a proibir torcida nos estádios após desrespeito às regras em jogos de Atlético e Cruzeiro

Luiz Augusto Barros*
@luizaugbarros
22/08/2021 às 12:45.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:44
 (Fernando Miguel)

(Fernando Miguel)

A presença da torcida nos estádios de Belo Horizonte voltará a ser proibida a partir desta segunda-feira (23). A reunião entre América, Atlético, Cruzeiro e representantes do Mineirão, prevista para amanhã, foi cancelada. Segundo a prefeitura, será publicada, na próxima edição do Diário Oficial do Município (DOM), uma portaria que proíbe o público nesses espaços.

O executivo resolveu voltar atrás na flexibilização após flagrar as cenas de desrespeito ao protocolo sanitário nas partidas entre Atlético e River Plate, pela Copa Libertadores, e Cruzeiro e Confiança, jogo válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. 

Após análise dos dois eventos teste na última semana, a decisão foi tomada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 diante do descumprimento das regras estabelecidos para a realização das partidas.

Na quinta-feira (19), após a classificação atleticana à semi-final do torneio continental, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou que não teria receio de voltar atrás na decisão de autorizar o retorno dos torcedores às arquibancadas. "Se foi evento teste como disseram, não passou no teste, não vai acontecer de novo se for nesse molde", disse, em entrevista à TV Globo.Fernando Michel/Hoje em Dia / N/A

Torcedores voltaram a desrespeitar o protocolo na partida do Cruzeiro, na sexta (20)

Diante disso, o Executivo optou por restringir o horário de entrada dos cruzeirenses no Mineirão na sexta-feira (20). As ruas de acesso foram interditadas pela BHTrans. Somente moradores e pessoas com o ingresso puderam se deslocar. Além disso, houve um cerco à ação de flanelinhas e ambulantes.

Mesmo assim, houve quebra do protocolo. Agentes da  ou a usando de forma inadequada. No entanto, ninguém foi punido.

O Atlético, por meio da assessoria de imprensa, afirmou que não vai se pronunciar ainda, enquanto o Cruzeiro afirmou que só irá se manifestar quando a decisão for oficializada.

Já o América afirmou que vai continuar seguindo o protocolo da CBF que assinou, e que assim que a entidade liberar, estando liberado também o Estado e o Município, vai se organizar para o retorno do público

(*) Com Lucas Borges

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por