Atlético

Cuca celebrou o título do Campeonato Brasileiro pelo Atlético ao lado da neta e da mãe, no Mineirão

Em 2011, Cuca foi contratado pelo Atlético para livrar o time do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de iniciar sua trajetória com seis derrotas consecutivas, ele manteve a equipe na elite do futebol brasileiro e, em 2013, foi campeão da Copa Libertadores. Oito anos depois, retornou ao Galo e foi responsável por comandar os jogadores que encerraram um jejum de 50 anos sem ganhar o Brasileirão.

Embora tenha diversas passagens marcantes por outros clubes do futebol brasileiro, Cuca não hesitou ao ser questionado sobre a importância do Atlético para sua carreira de treinador.

“É o maior clube da minha vida, sem dúvida nenhuma, além de ser o clube em que trabalhei mais tempo. Foram praticamente três anos e meio, com cinco conquistas e na final de mais uma", diz.

"É o clube com o qual eu mais me identifiquei. Tiveram outros, é lógico. Mas aqui foi o que mais me identifiquei com tudo, lembra muito a minha vida. É o povão, que gosto tanto e é minha origem. Se eu pudesse escolher um lugar para ter êxito, seria aqui. Estou muito feliz com tudo o que aconteceu e está acontecendo aqui”, acrescenta o treinador.

Depois de cinco décadas de espera, o torcedor atleticano pôde, enfim, celebrar a conquista do Campeonato Brasileiro. E foi justamente para a torcida que Cuca dedicou o título de 2021.

“Dedico a todo atleticano: esse que estava no Mineirão, o que estava em BH e o que estava no interior ou fora do Brasil. A todo atleticano, eu dedico. Não seria justo tirar desses caras. A todos os que me apoiaram, aos que desconfiaram no começo, que têm alguma ressalva. Eles têm de entender que a gente também tem defeitos. E, com certeza, hoje, eles veem a gente com outros olhos, o que é muito importante”, ressalta.

Campeão da Libertadores, do Brasileirão e de três edições do Campeonato Mineiro pelo Atlético, Cuca pode conquistar outro título nacional ainda em 2021. Nos dias 12 (domingo) e 15 (quarta-feira), a equipe alvinegra enfrentará o Athletico-PR na final da Copa do Brasil.

 

Leia mais:
Diretor do Atlético fala de Cebolinha e Diego Costa e diz que Hulk pode seguir os passos de Victor