Não faltou luta por parte do Cruzeiro. Mas, assim como ocorreu em grande parte da Série B do Campeonato Brasileiro, o time pecou nas finalizações e, com isso, apenas empatou com o Botafogo, em 0 a 0, no Independência, nesta terça-feira (12).

Matematicamente, os celestes ainda possuem chance de acesso. No entanto, dependeriam de uma improvável combinação de resultados. Além disso, a Raposa precisaria vencer todos os jogos que restam na competição para alcançar esse objetivo.

Com 39 pontos, o Cruzeiro ocupa o 11º lugar. A equipe mineira volta a campo no próximo dia 22, às 21h30, contra o Avaí, no estádio Ressacada, em Florianópolis, pela 31ª rodada.

O jogo

O Cruzeiro dominou o primeiro tempo, mas não mostrou capricho para transformar tantas finalizações (14, no total, sendo 11 em direção ao gol) em bola na rede. Enquanto isso, o Botafogo encontrava muitas dificuldades em chegar à meta de Fábio, tanto que somou apenas um arremate na etapa inicial, para fora. Os números são do SofaScore.

O segundo tempo começou com o Fogão um pouco melhor e fazendo o camisa 1 celeste trabalhar. Insatisfeito com o desempenho de sua equipe, Luxemburgo promoveu o ingresso de Sóbis e do estreante da noite, o jovem Vitor Roque, de 16 anos, nos lugares de, respectivamente, Vitor Leque e Bruno José.

Roque acabou sentindo o ritmo forte do jogo e deixou o gramado cedo, sendo substituído por Keké. Claudinho e Marco Antônio também entraram no decorrer do confronto. Mas nada que o Cruzeiro tenha tentado surtiu efeito.

Leia mais:
Cruzeiro terá três desfalques por suspensão para o jogo contra o Avaí, na Ressacada
Com o 0 a 0 desta terça-feira, Cruzeiro empatou metade de seus jogos na Série B

 

Cruzeiro

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0
Fábio; Rômulo, Léo Santos, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Lucas Ventura, Adriano (Marco Antônio) e Giovanni (Claudinho); Bruno José (Vitor Roque) (Keké), Thiago e Vitor Leque (Rafael Sóbis)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BOTAFOGO 0
Diego Loureiro; Jonathan, Carli, Kanu e Jonathan Silva (Carlinhos); Barreto, Pedro Castro, Warley (Luís Oyama), Chay (Luiz Henrique) e Marco Antônio (Diego Gonçalves); Rafael Navarro (Rafael Moura)
Técnico: Enderson Moreira

DATA: 12 de outubro de 2021 (quarta-feira)
LOCAL: Independência
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Dênis da Silva Ribeiro Serafim, auxiliado por Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brígida Cirilo Ferreira (FIFA), todos de Alagoas
VAR: José Cláudio Rocha Filho (VAR-FIFA), de São Paulo
CARTÕES AMARELOS: Giovanni, Eduardo Brock, Adriano, Vanderlei Luxemburgo (Cruzeiro); Carli, Enderson Moreira, Carlinhos (Botafogo)