A situação cruzeirense tem se agravado a cada rodada. Sem vencer há seis jogos no Campeonato Brasileiro, a Raposa tem mais uma “decisão” pela frente. Na quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, o time celeste enfrentará o Fluminense em um duelo cercado de tensão contra um concorrente direto na briga contra o rebaixamento. 

O volante Henrique, que volta ao time depois de cumprir suspensão no empate em 1 a 1 contra o Internacional, no último sábado (5), enfatizou a preocupação com a situação da equipe e a necessidade da vitória. 

“Nós temos total consciência do momento que nos encontramos, que vivemos. Cada partida que passa e os resultados não vindo é natural que todo aquele sentimento do torcedor de preocupação aumente. Isso é natural porque vai diminuindo os jogos e as dificuldades vão aumentando. Nós sabemos do momento que vivemos e nós temos que vencer. O maior objetivo é a vitória para crescer na competição. Mais do que nunca nós precisamos vencer. E também não sair perdendo porque nós sabemos que a dificuldades ficam ainda maior quando sai perdendo”, destacou Henrique. 

O cenário é propício para desânimo. Com apenas 20 pontos, o Cruzeiro não deixará a zona de rebaixamento mesmo se vencer o Fluminense. Apesar da situação aparentar urgência, para o capitão cruzeirense é preciso ter calma para que, aos poucos, a equipe deixe a zona de rebaixamento. 

“Na situação que nos encontramos nós não podemos pensar no imediatismo e sim daqui uma, duas semanas. A vitória dentro de casa é fundamental porque você soma pontos, você não deixa de perder pontos. Esse é um jogo decisivo, um jogo de extrema importância que nós temos que colocar isso em mente, de que a vitória é fundamental. Por mais que não tire o Cruzeiro da zona de rebaixamento, a gente dá uma crescida, chega próximo dos nossos adversários. A gente vai subindo degrau após degrau e aí, lá na frente, vai dar força para continuidade”, disse. 

Para o duelo contra o Fluminense, o Cruzeiro não contará com Cacá e Thiago Neves, suspensos, e Orejuela, convocado pela Seleção Colombiana. Dedé, em recuperação de dores no joelho, também poderá ser ausência. Se o camisa 26 não jogar, Edu, de 19 anos, fará a estreia no time principal da Raposa.