Autor de um gol e da assistência para o tento anotado por Fred, o meia Thiago Neves, que teve a melhor apresentação deste domingo (18) no Mineirão, creditou ao técnico Rogério Ceni a boa partida que fez contra o Santos. Pela 15ª rodada do Brasileirão, o Cruzeiro bateu o líder por 2 a 0, e ajudado pela vitória do CSA sobre o Fluminense, em pleno Maracanã, saiu da zona de rebaixamento.

Sozinho, Thiago Neves finalizou dez vezes, mostrando o quanto o Cruzeiro jogou de forma ofensiva, mesmo contra um time que está num momento superior. Para o meia, não foi só o torcedor quem viu um grupo mostrar um futebol mais vistoso em campo. Os jogadores também sentiram essa guinada em campo.

"Fazia tempo que eu não via o time jogar assim, com intensidade, marcação, pressão, com posse de bola, todo mundo com confiança para jogar. O torcedor acreditou no nosso time, mesmo a gente passando por um momento ruim", comentou.

Sobre a sua atuação individual, o atleta ressaltou que não gosta de jogar como centroavante, de costas para os demais atletas. E que as mudanças propostas por Ceni fizeram com que ele pudesse mostrar mais qualidade dentro de campo.

"Gosto de ter a visão toda do campo, de receber a bola do zagueiro, do volante, de perto, para tabelar, criar jogadas. O Rogério me deixou muito a vontade nos treinos. Então pude ajudar o Cruzeiro que era o que queria. Ajudar da forma que mais gosto: solto. Antes tava mais difícil porque eu estava muito de costas, muito centroavante", afirmou.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfrenta o CSA, domingo, às 19h, no Rei Pelé, em Maceió (AL).

Leia Mais:
Alma lavada: Fred desencanta, Cruzeiro bate o líder Santos e sai do Z-4 com ajuda do CSA
Depois de mais mil minutos sem marcar, Fred acaba com o jejum na estreia de Ceni
Dominado, Cruzeiro é goleado pelo São Paulo no 1º jogo da final do Brasileiro Femininino A2