Anunciado na semana passada como oitava contratação do Cruzeiro para a temporada, o volante Rômulo inicia sua segunda passagem pela Toca da Raposa II, após uma longa carreira na Itália.

Na Velha Bota, onde permaneceu de 2011 a 2020, o jogador atuou por Fiorentina, Hellas Verona, Juventus, Lazio, Genoa e Brescia. O ápice de sua trajetória no país ocorreu em 2014, quando as boas atuações pela Juve renderam convocações para a seleção italiana.

De volta ao clube estrelado depois de dez anos, o ítalo-brasileiro fez questão de destacar as condições de trabalho oferecidas pelo Cruzeiro. “A maioria dos brasileiros não sabe da estrutura que tem esse clube. Joguei nos principais clubes da Itália, e somente a Juventus tem uma estrutura parecida com essa que o Cruzeiro tem”.

“Um centro de treinamento de alta excelência, quatro campos, uma academia de alto nível, profissionais para cada área. Os atletas são muito bem cuidados aqui dentro... nutricionistas, restaurantes, área de comunicação, marketing, comercial, parte técnica. O torcedor do Cruzeiro tem que ficar muito orgulhoso de torcer e fazer parte desse clube, porque realmente é um clube com uma estrutura muito grande, forma do normal. Coisas que na Itália não tem. Então, fazer parte de um clube com uma grandeza como essa me enche de orgulho”, completou Rômulo.

Já integrado ao elenco e participando normalmente das atividades com o restante dos companheiros, o volante aguarda a publicação de seu nome no Boletim Informativo Diário da CBF (BID), para estar apto a reestrear com a camisa celeste.

Leia mais

Lateral de origem, Rômulo afirma que atuará como volante e se diz pronto: 'Jogo 90 minutos amanhã'

Rômulo revela participação de Fábio em seu retorno ao Cruzeiro e crê em projeto vitorioso do clube

Faltam 18 dias: Cruzeiro vence, em Montevidéu, único clássico disputado fora do Brasil