Diretor da XP atualiza valor da dívida do Cruzeiro na Fifa e pede agilidade em 'operação Ronaldo'

Da Redação
esportes@hojeemdia.com.br
20/12/2021 às 16:12.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:35
 (XP Investimentos/Divulgação)

(XP Investimentos/Divulgação)

XP Investimentos / Divulgação

Pedro Mesquita, com camisa do Cruzeiro, foi responsável por intermediar negociação com Ronaldo

Após a confirmação de que Ronaldo Fenômeno vai comprar 90% das ações do Cruzeiro, as partes envolvidas no negócio trabalham para sacramentá-lo o mais rápido possível.

Isso porque a Raposa atravessa grave crise financeira e necessita da injeção de capital que será feita pelo Fenômeno para conseguir cumprir obrigações básicas, como o pagamento de salários e demais dívidas. 

Entretanto, para que o clube estrelado possa receber esse investimento e ganhar um fôlego financeiro, o negócio precisa cumprir a parte burocrática e ser selado.

O cenário foi explicado por Pedro Mesquita, head da XP Investimentos, empresa responsável em procurar investidores para a Raposa no mercado, em entrevista à Rádio Itatiaia nesta segunda-feira (20).

"O aporte financeiro inicial do Ronaldo já está no contrato, mas a transação (compra das ações) precisa ser concluída para que esse aporte seja realizado. Estamos vendo como antecipar ao máximo o fechamento dessa operação para que esse primeiro aporte financeiro seja feito", disse Mesquita. 

Transfer ban
Uma das pendências mais urgentes do Cruzeiro a ser sanada é quitar as dívidas que levaram o clube estrelado a sofrer um transfer ban por parte da Fifa, e ficar impedido de registrar novos atletas até quitar o débito.

Essa situação também foi comentada por Pedro Mesquita, que atualizou a soma do valor devido ao Mazatlán, do México, e ao Defensor, do Uruguai, pelas compras do atacante Riascos e do meia-atacante Arrascaeta, respectivamente.

"A dívida da Fifa impede o clube de contratar. O Ronaldo tem que pagar essa dívida para poder contratar qualquer jogador. Para vocês terem ideia do quanto é arriscada e trabalhosa essa transação, precisamos correr com ela, porque o Cruzeiro não tem dinheiro para cumprir com suas obrigações. Tem R$ 22 milhões de transfer ban para pagar. A situação do Cruzeiro beirava a insolvência. Por isso, a celeridade, de a gente tentar fazer tudo o mais rápido possível, porque o clube estava em uma situação muito delicada".

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por