Em busca de um técnico para comandar o Cruzeiro o diretor de futebol do time, Thiago Scuro, e o vice-presidente do clube, Bruno Vicintin, estão no Rio de Janeiro para conversar com algumas opções para dirigir o time no Brasileiro e na Copa do Brasil.

Jorginho, treinador do Vasco, é o principal nome, mas Ricardo Gomes, do Botafogo, também interessaria à cúpula cruzeirense. Os dois treinadores vão se enfrentar na final do Campeonato Carioca, fato que pode adiar a chegada de um dos dois ao Cruzeiro, como o próprio Vicintin havia dito na coletiva de imprensa, realizada no clube, na última segunda-feira (25).


Vamos analisar nomes disponíveis no mercado. Se ele estiver desempregado vamos ser rápidos, se não vamos aguardar as finais dos estaduais para ele concluir seu trabalho”, havia dito o vice-presidente.

Porém, nesta quarta-feira (27), depois da gravação de um programa no Rio de Janeiro, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, foi indagado pela reportagem do portal Globoesporte.com acerca do assédio do Cruzeiro sobre Jorginho e tentou demonstrar segurança de que ele seguirá no clube.


Que assédio do Cruzeiro! E eu tomo conhecimento disso? Eu não tomo conhecimento. Não falaram comigo, não me procuraram. Porque, se tiver a audácia de falar comigo, toma logo nas trompas”, disse Eurico.

Jogadores
Outra possibilidade da viagem dos dirigentes ao Rio de Janeiro, é que os dois estejam indo conversar com clubes sobre jogadores. Afinal Riascos ainda pertence ao Cruzeiro e seu contrato de empréstimo com o Vasco acaba no meio deste ano. Além dele, o Botafogo também pode ser visitado pela dupla já que o lateral Lucas recém-contratado pelo time celeste ainda tem vínculos com o Botafogo.

Leia mais sobre o Cruzeiro:

Rafael Silva almeja títulos com a camisa do Cruzeiro

Devolvidos pela Ponte Preta, Eurico e Hugo Ragelli voltam ao Cruzeiro

Dirigentes do Cruzeiro estão no Rio para negociar vinda de treinador