Vôlei

Cruzeiro vence o Minas e é heptacampeão da Superliga Masculina

Da redação
08/05/2022 às 12:23.
Atualizado em 08/05/2022 às 12:28
 (Twitter/Reprodução/Sada/Cruzeiro)

(Twitter/Reprodução/Sada/Cruzeiro)

Após quatro temporadas, o Sada/Cruzeiro voltou a erguer a taça da Superliga Masculina de vôlei. O título veio neste domingo (8), com um triunfo por 3 sets a 0 (25/20, 36/34 e 25/20) sobre o Fiat/Gerdau/Minas, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, no terceiro confronto da melhor de três da decisão.

No primeiro jogo da final, o time celeste havia vencido por 3 a 2; no segundo, os minastenistas deixaram a série empatada, ao ganhar pelo mesmo placar em sets.

Este foi o sétimo título do Cruzeiro na competição: o clube soma também as conquistas de 2011/12, 2013/14, 2014/15, 2015/16, 2016/17 e 2017/18.

Já o Minas perdeu sua segunda final consecutiva da Superliga. O time minastenista segue com quatro conquistas do torneio (considerando todos os nomes que o principal campeonato nacional já teve, são nove títulos).

O jogo

A Raposa controlou bem o primeiro set e não sofreu sustos, vencendo por 25 a 20. Em pontos de ataque, foram 16 a 15 para o Minas. Mas dois pontos de bloqueio e dois de saque (contra nenhum dos minastenistas) fizeram a diferença para os celestes.

A segunda parcial foi, de longe, a mais emocionante, em que os pontos de ataque pesaram a favor do Cruzeiro (22 a 20). No fim, 36 a 34 para os azuis.

No terceiro set, a Raposa conduziu bem a vantagem construída na primeira metade, fechou em 25 a 20 e comemorou sua sétima conquista da Superliga. Título merecido a quem mostrou mais frieza e competência nos momentos mais decisivos desta final.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por