A falta de contratações tem tirado do sério os torcedores do Atlético, principalmente nas redes sociais. Porém, anunciado há um mês e meio como novo diretor de futebol do clube alvinegro, Rui Costa tem trabalhado nos bastidores para reforçar o elenco para o restante da temporada e, com atletas de alto nível, melhorar o cenário também nos próximos anos.

Conforme apurou o Hoje em Dia, o dirigente está ligado no mercado e, para ampliar o leque, tem enviado representantes (olheiros) para países da América do Sul. O último destino, inclusive, foi o Paraguai. Na semana passada, um membro da comissão técnica esteve observando partidas do campeonato nacional e, consequentemente, jogadores do país vizinho.

Após anunciar Rafael Zanette, ex-Palmeiras e Avaí, como novo gerente de marketing, e Júnior Chávare, ex-Grêmio e São Paulo, como novo diretor das categorias de base, o próximo passo deve ser para dentro das quatro linhas; ainda em busca de um técnico efetivo, o clube também corre contra o tempo para anunciar jogadores.

A expectativa é que, até a volta das competições após a Copa América, o time tenha nova cara e, aproveitando cada minuto da intertemporada, preparado para os desafios do segundo semestre de 2019.

Leia mais:
Buscando peças para o elenco, Atlético sonda situação de lateral Matías Viña, do Nacional-URU

Um zagueiro rápido, um lateral-esquerdo, um volante e um meia-atacante são as prioridades para oferecer peças ao comandante. De acordo com o portal UOL, a cereja do bolo seria o atacante Roger Guedes, de 22 anos, que atualmente defende o Shandong Luneng; ele defendeu o alvinegro em 2018, antes de se transferir para a Ásia. Já Rômulo Otero, emprestado ao Al-Wheda, da Arábia Saudita, retorna ao clube no próximo mês. O venezuelano chegará para melhorar o quesito "bola parada" da equipe atleticana.