O duelo com o CSA, neste domingo (26), às 16h, no Independência, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, vai marcar o reencontro do Cruzeiro com o técnico Mozart. 

Atual comandante do time alagoano, o treinador dirigiu a Raposa em 13 jogos da Segunda Divisão, obtendo duas vitórias, sete empates e quatro derrotas, desempenho que gerou apenas 33,3% de aproveitamento. 

O técnico pediu demissão do cargo em 30 de julho, após o empate em 2 a 2 com o Londrina, no Mineirão, que aumentou para nove jogos a sequência sem vitória na competição naquela altura. 

Exato um mês após deixar a Raposa, Mozart acertou o retorno ao CSA, em que havia feito um bom trabalho na Série B do ano passado, levando a equipe da zona de rebaixamento para a disputa pelo G-4. 

Nesse retorno a Maceió, o comandante soma uma vitória, um empate e uma derrota. 

Antes de pensar na Raposa, Mozart e seus comandados terão pela frente o Botafogo, nesta quinta, às 19h, no Rei Pelé, pela 25ª rodada da Segundona. 

Além do reencontro entre o técnico e o Cruzeiro, o jogo tem tudo para ser um confronto direto por uma posição na tabela. 

Isso porque, neste momento, Cruzeiro, 13º colocado, com 31 pontos, está apenas um ponto atrás do adversário de domingo. 

Leia Mais:
'Pedras no sapato': Cruzeiro tenta encerrar jejum de onze jogos sem vencer times alagoanos
Cruzeiro informa que volante Henrique testou positivo para a Covid-19; jogador está assintomático