A declaração de Lisca a respeito da pandemia no Brasil segue repercutindo. Se por um lado Felipe Conceição e Renato Gaúcho fizeram uso de discurso distinto ao do colega de profissão, o atacante americano Rodolfo saiu em defesa do treinador do Coelho. Na visão do artilheiro do Alviverde, “Lisca foi muito feliz nas palavras dele”.

“A gente fica meio receoso, viaja, pega aeroporto, hotel... Chega em casa, nossa família e a gente não sabe o que temos, até fazer exame depois. Corremos esse risco de levar a doença para dentro de casa. A gente fica meio receoso, toma todos os cuidados cabíveis para chegar em casa estando tudo bem com a gente”, declarou o centroavante do América.

Na última quarta-feira (3), Lisca fez um apelo à CBF para que fossem adiados os jogos das primeiras fases da Copa do Brasil, que começam já na semana que vem.

"Nosso país parou, gente! Não tem lugar nos hospitais. Eu estou perdendo amigos treinadores. Não é hora mais! É hora de segurar a vida. Então, faço um apelo à CBF para dar um tempo nessa Copa do Brasil, para que a gente adie um pouco esses jogos. Tenho certeza que meus colegas também estão preocupados. Sou pai de família, tenho duas filhas, tenho uma esposa, e eu quero viver, gente. Tem gente que pega e morre, tem gente que pega e não acontece nada”, disse o técnico.

Lisca, no entanto, afirmou que o Estadual não precisa ser paralisado momentaneamente. 

“Campeonato Mineiro, tudo bem, é mais perto. Mas pegar uma delegação do Sul e levar para Manaus? Como vão fazer isso? Presidente (Rogério) Caboclo, Juninho Paulista (coordenador da Seleção), Tite, Cléber Xavier (auxiliar de Tite), autoridades, estamos apavorados, pelo amor de Deus", completou.

América

Rodolfo concorda com o técnico Lisca a respeito do futebol e da pandemia