Um homem que ateou fogo na esposa em Santa Bárbara, na região Central de Minas Gerais, foi condenado a 33 anos de prisão. O julgamento foi realizado na última quarta-feira (11). Além do feminicídio, pelo contexto de violência doméstica, a tentativa de homicídio contra uma segunda vítima também foi reconhecida.

O fato ocorreu em junho de 2019. De acordo com a denúncia, eles eram casados e tinham um relacionamento muito conturbado. No dia do crime, a esposa estava na companhia de um outro homem num imóvel e, em dado momento, deitou-se no colchão que havia no local e adormeceu. 

Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o réu estava a caminho de um culto religioso quando passou pela janela do local e viu a mulher deitada. Ele quebrou a janela, jogou um recipiente com álcool e uma tocha de fogo. O homem que a acompanhava entrou no cômodo e deparou-se com a ação, sendo ameaçado pelo suspeito com uma faca. 

Quando a polícia chegou, a vítima estava inconsciente e caída no chão do banheiro. Ela foi levada ao Hospital Municipal, mas não resistiu. 

Leia mais: 

Motos terão isenção de pedágio em cinco rodovias federais que cortam Minas; veja quais
Até 1 milhão de mineiros não voltaram aos postos para tomar 2ª dose da vacina, diz secretário
Contagem amplia vacinação contra Covid para pessoas de 26 a 31 anos; veja locais e datas