A mineradora Anglo American informou nesta terça-feira (3) que ampliou o período de paralisação das operações do sistema Minas-Rio. As atividades, que a princípio estavam previstas para serem interrompidas por 30 dias, agora serão suspensas por 90 dias. A decisão ocorreu após dois vazamentos no mineroduto, em Santo Antônio do Grama, na Zona da Mata mineira. 

Em nota, a empresa explicou que recalculou o período em "função do detalhamento dos processos de inspeção que precisam ser realizados". No comunicado, a Anglo American também detalhou que medida adotará com os funcionários.

"A empresa vai dar férias coletivas para parte do pessoal que trabalha na mina, usina e planta de filtragem por 30 dias, a se iniciar em 17 de abril. Para o período subsequente, vai conversar com o sindicato e autoridades para definir as alternativas que sejam mais adequadas para seus empregados".

Em Minas, a Anglo American tem quatro mil funcionários, sendo que 2,5 mil atuam na região de Conceição do Mato Dentro. A companhia, porém, não divulgou quantos profissionais entrarão em férias coletivas por causa dos acidentes. A mineradora limitou-se a dizer que a medida afeta as áreas operacionais.

Reparos

Os vazamentos, ocorridos em 12 e 29 de março, contaminaram o ribeirão de Santo Antônio do Grama com 474 toneladas de polpa de minério. Para reparar e recuperar os danos, a empresa estima em R$ 60 milhões. "Hoje, o trabalho de limpeza do córrego Santo Antônio, que foi impactado, envolve cerca de 200 pessoas. As causas do vazamento serão investigadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)", pontuou.

Na tarde de segunda-feira (2), o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ajuizou pedido para que a Justiça determine a suspensão das atividades do empreendimento Minas-Rio, em que ocorreram os acidentes.

Por nota, a Anglo American informou que entregou ao Ibama o laudo sobre a situação do mineroduto, no prazo estipulado de 48 horas. Em relação ao pedido do MPMG, ressaltou que as operações estão suspensas desde quinta.

A Anglo American ainda deverá entregar à Semad, em 120 dias, a revisão do programa de gerenciamento de riscos, considerando o contexto dos acidentes.

Leia mais:
Multa à mineradora Anglo American está em análise
Ministério Público pede suspensão do transporte de minério em Santo Antônio do Grama
Anglo American diz que só retoma operação após inspecionar 500 km de mineroduto