A terceira edição da Bienal do Livro de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi liberada na tarde desta sexta-feira (8), após a organização do evento atender às recomendações do Corpo de Bombeiros. 

Em nota, a corporação disse que a equipe de vistoria constatou que os organizadores “providenciaram medidas mínimas de segurança contra incêndio e pânico para a realização do evento, sanando aspectos relacionados ao risco iminente”.

A Bienal chegou a ser interditada por causa da incompatibilidade entre as informações técnicas enviadas pelos organizadores e a realidade do local. Segundo os bombeiros, foram constatadas ausência de sinalização, iluminação de emergência e de ambulância com desfibrilador no local. 

Além disso, algumas saídas de emergências não estavam estruturadas de acordo com as normas.

O evento está na terceira Edição e reúne escritores da literatura nacional, além de representantes do cinema e da música brasileira, em quatro tendas, na Praça da Jabuticaba, no bairro Nossa Senhora do Carmo, nos dias 8, 9 e 10 deste mês.

Veja o comunicado dos organizadores em uma rede social: