Após vetar velórios, BH restringe sepultamentos e proíbe acesso aos cemitérios

Renata Evangelista
rsouza@hojeemdia.com.br
14/04/2020 às 10:47.
Atualizado em 27/10/2021 às 03:16
 (Flávio Tavares)

(Flávio Tavares)

Duas semanas após suspender os velórios nos cemitérios públicos, a prefeitura de BH decidiu endurecer ainda mais as regras. A partir desta terça-feira (14), os sepultamentos terão acesso limitado. Apenas dez pessoas poderão acompanhar o enterro de um parente ou conhecido na capital. Caminhadas e visitas também estão proibidas. 

A medida está prevista em decreto assinado por Sérgio Augusto Domingues, presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. "Durante o sepultamento poderá comparecer no máximo 10 pessoas, entre amigos e familiares mais próximos, para se despedir do falecido, num momento restrito e curto para orações e condolências", diz trecho do texto.

Além disso, o executivo recomenda o uso de máscaras de proteção e distância mínima de um metro para evitar contato físico uns com os outros e, assim, impedir uma possível transmissão do novo coronavírus.Flávio Tavares /Hoje em Dia/Arquivo
Cemitério do Bonfim tem nova regras para sepultamentos

A entrada do público também foi limitada. A partir de agora, estão proibidas caminhadas e visitas nos quatro cemitérios públicos do município, "enquanto durar a situação emergencial". As medidas foram adotadas, segundo destacou a prefeitura, para diminuir a possibilidade de aglomeração de pessoas e, com isso, a propagação de infecção e transmissão local da Covid-19.

Segundo a PBH, são necessárias medidas enérgicas para garantir a segurança de "todos usuários e funcionários". A determinação vale para os cemitérios Consolação, Saudade, Bonfim e da Paz.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por