Após o Ministério da Saúde confirmar nesta quarta-feira (26) um caso positivo de coronavírus no Brasil, a Arquidiocese de Belo Horizonte divulgou uma nota recomedando aos católicos evitar o contato físico durante as missas. Duas mulheres estão internadas na capital com suspeita da doença.

Rituais como dar as mãos e abraços devem ser substituídos por atos de fé.  "Nossa orientação ao Povo de Deus é que, durante as Missas, em vez do abraço da paz, busque fortalecer ainda mais o sincero sentimento de bem-querer em relação ao próximo. Na oração do Pai-Nosso, no lugar de unir as mãos, seja cultivado com mais intensidade o compromisso com a fraterna comunhão". 

Segundo a arquidiocese, a Igreja está sempre comprometida com a defesa da vida, com o bem estar de cada pessoa e está unida para combater a disseminação do vírus, que é uma ameaça à saúde, principalmente dos idosos e enfermos. 

O comunicado também pede aos padres que orientem os fiéis a receberem a Sagrada Eucaristia nas mãos, "acolhendo Cristo enquanto se reza pelo irmão enfermo".

Ainda conforme a Arquidiocese, num período de grandes celebrações como a Quaresma, ações simples como essas podem combater a proliferação do Coronavírus.