Um bar localizado na avenida Portugal, na região da Pampulha, foi multado em mais de R$ 17,6 mil por abrir as portas, mesmo depois de ter sido interditado anteriormente pela Prefeitura de Belo Horizonte por não cumprir as medidas de proteção contra o novo coronavírus. Este e o outros sete estabelecimentos foram interditados pela fiscalização municipal entre a noite de sexta-feira (27) e a madrugada deste sábado (28).

Entre os estabelecimentos interditados está uma boate localizada na avenida do Contorno, na Savassi, e um supermercado atacarejo do hipercentro da capital mineira.

“Em regras gerais, o descumprimento da legislação pode resultar na interdição do estabelecimento. E se houve houver o descumprimento da interdição pode ser aplicado multa no valor de R$ 17.614,57”, afirmou a prefeitura sobre as interdições.

Na quarta-feira (25), o prefeito Alexandre Kalil afirmou à imprensa que a administração municipal será mais dura na fiscalização, para evitar aglomerações.